Perfil

Este blog, é um portifólio do grupo Pya Guapy, mostrando os ensaios, apresentações culturais e crescimento na aprendizagem.

slaide

sábado, 9 de agosto de 2008

Texto: é índio ou não é índio?

Quando falamos de índio, realmente pensamos, "arco, flecha,pintado, nu,morando na oca, pescando, caçando e comendo mandioca". Quando cheguei em Eldorado-MS, fui na mesma semana em abril de 2004, ver um jogo entre comunidades indígenas, eles de uniforme, com celular moderno, carros etc. Não acreditava naquele momento, porque não era os mesmos estudados nos livros didáticos, ou vistos pela mídia. As alunas do projeto Pa Guapy, nem gostam de peixe, não caçam, não pescam, não dormem em redes e não plantam mandioca kkk! Cada aldeia, cada comunidade tem sua cultura local, as vestimentas e pinturas são para momentos especiais, (religiosos). E não é só aparências que o torna índio, se não meu esposo e familiares seriam.

SER ÍNDIO OU NÃO ÍNDIO?

Tomei o metrô rumo à praça da Sé. Eram meus primeiros dias em São Paulo, e eu gostava de andar de metrô e ônibus. (...)
Nessa ocasião a que me refiro, ouvi o seguinte diálogo entre duas senhoras que me olharam de cima para baixo quando entrei no metrô:
_ Você viu aquele moço? Parece que é índio - disse a senhora A.
_É, parece. Mas eu não tenho tanta certeza assim. Não viu que ele usa calça jeans? Não é possível que ele seja índio usando roupa de branco. Acho que ele não é índio de verdade - retrucou a senhora B.
_É, pode ser.Mas você viu o cabelo dele? É lisinho, lisinho. Só índio tem cabelo assim, desse jeito. Acho que ele é índio, sim - defendeu-me a senhora A.
- Sei não. Você viu que ele usa relógio? Índio vê a hora olhando pro tempo. O relógio do ìndio é o sol, a lua, as estrelas... Não é possível que ele seja índio- argumentou a senhora B.
-Mas ele tem olho puxado-disse a senhora A.
- E também usa sapatos ironizou a senhora B.
-Mas tem maçãs do rosto muito salientes. Só os índios têm rosto desse jeito. (...)
- Não acredito. Não existem mais índios puros - afirmou cheia de sabedoria a senhora B. - Afinal, como um índio poderia estar andando de metrô? Índio de verdade mora na floresta. carrega arco e flechas, caça e pesca e planta mandioca. Acho que não é índio coisa nenhuma.








Munduruku, Daniel. Histórias de índio. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 1996.

Um comentário:

EDUCAÇÃO DIGITAL disse...

Ola! Sou Mara Valdene, professora e estudante... Um dos livros que iniciava todos os anos o trabalho de leitura com minha turma, era o livro do Daniel Mundurucu, pelo escritor(sua história) e pelas historias como a do boto, matinta e outras, pensem em acalmar menino levado e com as historias dele. Só que minha filha pediu que doaçe para a escolinha dela. Mais estou muito feliz em recer esse comentário!Parabéns!